Como usar a criatividade a favor do seu negócio

Como está o ambiente de trabalho na sua empresa? Você considera que os seus funcionários e você têm ideias criativas que ajudam a dar um up nos negócios, melhorando o número de vendas? Se você não liga para isso, saiba que a criatividade é muito importante para que pequenas empresas deslanchem.

“Hoje, muitos empreendedores fazem com que seus funcionários trabalhem com métodos engessados, o que inibe a criatividade e a empresa que não incentiva os insights está fadada a desaparecer, já que é preciso se reinventar constantemente”, diz Solange da Mata Machado, professora de inovação da Business School São Paulo.

Isso não significa que você deve ficar preocupado em ter ideias mirabolantes. A criatividade não está ligada a isso, mas sim a pensamentos simples que podem gerar ainda mais receita. “Ser criativo faz com que a empresa tenha redução de desperdício, aumentando o lucro, o número de clientes e a motivação dos funcionários”, avalia Renato Fonseca, consultor do Sebrae.

Um ambiente de trabalho que abraça boas ideias é, aliás, um dos pilares para a boa implantação de ações criativas. “Por causa da obrigação da produtividade, os pensamentos diferenciados podem ser considerados o grande desafio para empresas hoje. Mas, para que o desenvolvimento dessas ações seja feito de uma forma produtiva, é preciso que todos os funcionários tenham motivação, o que significa entender e estar envolvido com o projeto da empresa, acreditando na causa”, ressalta Solange.

Para motivar seus colaboradores, invista em ideias simples, como uma boa conversa sobre melhorias que podem ser feitas no negócio e trazer resultados inesperados. “Pense em dividir experiência entre os seus profissionais. Essa será uma forma de gerar criatividade nos mais variados setores e não tem custo algum, pois é apenas a troca de conhecimento entre os colaboradores”, sugere Isabel Arias, professora do Centro de Inovação e Criatividade da ESPM.

Um fator primordial para incentivar a criatividade é ter um alto nível de satisfação entre os funcionários. “Antes de tudo é preciso entender que o colaborador precisa se sentir feliz na empresa. Por isso, ações feitas para que esse bem-estar seja estabelecido são muito importantes. Levar os filhos dos funcionários para conhecer o ambiente de trabalho dos pais, por exemplo, é algo que fará com que todos passem um dia gostoso, e isso influenciará na produtividade da empresa”, diz Isabel.

Outra dica é apostar na gestão de desempenho, uma avaliação feita pelos próprios funcionários que mostra o que cada um tem de melhor e que pode ser explorado para ganhar resultado. “Isso fará com que todos queiram trabalhar por um bem comum e o faturamento da empresa tende a crescer”, complementa a professora da ESPM.

Pode parecer bobagem, mas essa forma confortável dos funcionários trabalharem acaba se tornando perceptível, o que faz com que a relação dos clientes e dos fornecedores com a empresa seja de confiança. “Isso dá segurança ao cliente, pois ele sabe que os funcionários farão o melhor para atendê-lo”, conta Isabel.

Mas para que isso seja possível, é preciso que você também estabeleça um bom relacionamento com o cliente. “O empreendedor deve entender claramente quais são as necessidades do cliente para fazer ações direcionadas. Por isso, faça pesquisas e entenda o que o seu cliente espera da sua empresa. Vá a campo para observá-lo”, sugere Solange.

Para que essa relação seja proveitosa, pergunte o que o cliente quer ver em seu estabelecimento. “Com toda certeza eles terão boas sugestões que você poderá colocar em prática. E os fornecedores também podem ajudar muito, já que eles conhecem a sua área e podem trazer soluções criativas que ainda não haviam sido pensadas dentro da empresa”, comenta Fonseca.

Quer mais uma ação criativa? Então use e abuse das redes sociais. “Elas servem para aproximar o mundo externo do interno. Assim, comunique os bons feitos da sua empresa através dessas mídias, peça para que os colaboradores com melhores resultados escrevam sobre as suas experiências de mercado e use a rede a seu favor”, diz Isabel. Isso fará com que você tenha ainda mais envolvimento com todas as áreas de seu negócio.

Fonte: Exame.com