Cooperativas de crédito impulsionam desenvolvimento local

Brasília – No interior do Mato Grosso, produtores de pequenas propriedades encontraram uma alternativa para o desenvolvimento local. Apostando no cooperativismo, moradores do município de Gaúcha do Norte, a cerca de 500 quilômetros da capital Cuiabá, conseguiram transformar um dos lugares com menor índice de desenvolvimento humano (IDH) em uma cidade sustentável, produtiva e geradora de empregos.

Criada em 2007, a Cooperativa Mista das Atividades Agropecuárias e Agroindustriais do Xingu (CooperXingu) surgiu para fortalecer a economia local por meio do empreendedorismo. Integrante do programa Cooperar e Crescer do Sistema Brasileiro de Crédito Cooperativo (Sicredi), a CooperXingu é composta por 15 empreendimentos e conta com apoio do governo local. “Com a diversificação da cadeia produtiva, esses agricultores garantem a sustentabilidade econômica da cidade”, afirmou Walter Heck, coordenador do programa.

O exemplo de Gaúcha do Norte, outros casos bem-sucedidos foram apresentados no Fórum de Boas Práticas em Cooperativas de Crédito, realizado na quinta-feira (8), na sede do Sebrae, em Brasília. São histórias de recomeço, realidades transformadas. Tudo modificado a partir da criação de cooperativas de crédito.

No município baiano de Serrinha, a Ascoob também tem permitido a abertura e melhoria de negócios de propriedades rurais de pequeno porte. Com recursos da agência de fomento do estado, a cooperativa realiza financiamentos a juros baixos e dá oportunidade de acesso a crédito além do sistema tradicional. As boas práticas da Sicoob Credmalhas, de Monte Sião, em Minas Gerais, e da Sicoob Metropolitano, de Maringá, no Paraná, também fizeram parte das histórias de instituições de crédito que tiveram êxito em suas regiões.

Silvio Giusti, gerente de Crédito da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), ressaltou a importância das cooperativas como entidades transformadoras de realidades de micro e pequenas empresas. “É a oportunidade de fazer com que sonhos sejam realizados”, disse.

Fonte: Sebrae